domingo, 16 de março de 2014



Enquanto o tempo ia passando e a ressaca do carnaval de 2014 ia junto, a consciência ia chegando e com ela uma frase ecoava a cada segundo do meu dia na minha cabeça : Você não pode tá gostando dele! Não, não mesmo.
Aconteceu que de repente ele estava lá, alguém que simplesmente reunia as coisas que eu mais gostava em um garoto e que nunca tinha sequer atentado pra isso. Nunca me ocorreu que talvez... Fosse ele! Mas não, não podia ser. Algo dentro de mim me alertava que só eu sairia machucada desse relacionamento. Mas então o que era isso que eu tava sentindo? Decorando cada frase dele, cada olhar, cada passo certo que ele dava? Até ensaiando frasesinhas para usar perto dele, eu tava! Eu sou uma idiota.