terça-feira, 31 de dezembro de 2013

True lovin.

Talvez eu não devesse tá nem te escrevendo isso, mas como você sabe eu sou teimosa e impulsiva. Bem, primeiro eu raramente compartilho as coisas que eu escrevo então vou continuar acreditando que tu nunca vai ler isso, visto que eu nunca vou te coragem de te mostrar. Primeiro, meu 2013 não foi ruim, mas eu passei boa parte dele achando que ia sucumbir sentindo tua falta. Perdi a conta de quantas vezes chorei lembrando de ti, lembrando da gente, lembrando do quanto meus melhores momentos foram contigo. Já me martirizei suficientemente por não ter te amado do jeito certo, mas eu entendi que a vida da gente tem momentos em somos tolos e ferimos quem mais ama a gente. O pior é que ninguém sabe disso a não ser eu mesma. Eu sinto que te perdi, não no sentimento amoroso como namorado..porque eu sei que eu escolhi isso..escolhi deixar de ser tua namorada então eu assumo as consequências. Sinto que perdi a única pessoa que me compreendia, que me alegrava, que eu nunca enjoava de vê. Isso me machucou mais do que eu achava que podia aguentar. Não escrevo isso no sentido de querer reatar contigo nem de que as coisas voltem a ser o que eram antes, torço pelo teu relacionamento com (D) e espero que ela faça por ti tudo que eu não pude fazer. Saiba que tu sempre será o grande amor da minha vida, o primeiro e único. Independente de tudo!

sábado, 21 de dezembro de 2013

2013

Tô meio sem jeito pra chegar aqui no blog, já que postei mal duas vezes durante o ano todo.
Mas o que vale, é que em pelo menos dezembro eu decidi escrever alguma coisa aqui :)


Bem esse foi um ano realmente surpreendente. Deixando claro que surpreendente, é algo realmente assustador já que a minha vida normalmente é monótona. Nesse ano (R), aquele "true love" começou a namorar. Tudo bem, se não fosse pelo simples fato que ele começou a namora minha amiga o.O e ficou com os meus amigos, com o meu mundo..com tudo aquilo que EU apresentei pra ele. Passei boa parte do ano sofrendo com isso, mas eu guardava tudo isso lá dentro..e ás vezes até chorava..Talvez até fosse pelo fator dele tá namorando, confesso. Ou simplesmente pelo fato de que perdi meu porto-seguro. 
Comecei a namorar, namorei 6 meses. Terminei faz uma semana. Mas me machuquei do que fui feliz, é incrível como alguns caras simplesmente não honram o que dizem né? Tá muito recente para dizer ainda se foi bom ou não. Se eu guardei mais coisas boa ou se interiorizei as ruins. Acho que a única lição que aprendi foi que as pessoas tem que te aceitarem do jeito que é. Não tô falando de aceitaram seus defeitos. E sim de te amarem pela tua essência. O (G) nunca gostou de quem eu sou, e na boa? Eu gosto de quem eu sou, e ainda acredito que colhi mais coisas boa que ruins. Reclamava que eu era criança, reclamava que eu não tinha paciência, sequer compreendia minha relação com minha mãe, reclamava que eu não sabia cozinhar. E se eu reclamasse que ele levava uma vidinha mediocre, que era vergonhoso ele ter 28 anos, não ser formado, não ter um emprego bom, e ainda morar com mãe? O que é pior não saber cozinhar ou ter um vida totalmente incerta?
Mas tá tudo bem, no sério, vi que as vezes a ght age que nem uma criança birrenta correr atrás das coisas só por correr, mas no fundo eles não são boas.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

-

Se você me perguntasse um dia, ou pode ser que talvez você nunca me pergunte. O exato momento em que eu soube que nós não daríamos certo, eu prontamente vou me remeter à  aquela noite fria do final de novembro. Quando eu te liguei com o coração na mão, para te dizer que te amava, que eu sentia tua falta, que tinha passado a noite inteira chorando por tua causa..E tu me chamou de desesperada, lembra? Eu lembro de chorar freneticamente ao telefone quando tu disse que não tinha volta para gente. Lembro de sentir meu coração pular, o nó na garganta parecia que ia me consumir. Creio que no mundo que você vive as paixões não sejam assim.

sábado, 27 de julho de 2013

Ultimamente eu tenho pensado acerca das coisas que tive que abrir mão por causa minha personalidade. Acho que na verdade nunca disseram pra ght ia que ser fácil ser quem nós somos. Acho que reconhecer que ser você mesmo te traz muito ganhos e algumas perdas...Ou muitas perdas. Abri mão de amigos, reconhecimento, elogios, lugares chiques, festas, ter tudo e ao mesmo tempo não sentir nada..para seguir aquilo que meu coração mandava.
E se eu tivesse ficado com ele? Eu sei que nenhum cara vai fazer por mim o que ele fez, vai me amar do jeito que ele me amou. E se tivesse me contentado a fazer o certo ao invés daquilo que meu coração mandava? Eu não sei e provavelmente nunca saberei.
Eu só acredito que algum dia eu vou olhar pra trás e os pontos vão se ligar. Eu acredito nisso. Eu confio nisso.