domingo, 9 de setembro de 2012

Foi quando eu acordei e pude perceber que nessa vida a gente não pode contar com ninguém de verdade. E que ser sincera demais e não quero pagar de sonsa só te leva a ser banalizam. Banalizam você, banalizam sua história, banalizam seus sonhos. Foi ai que eu percebi que eu só tinhas as palavras. Aqui eu posso ser eu mesma, posso dizer o que realmente penso sem ser ridicularizada.
Sinceramente, não sinto mais nada.
O Maio se desfez facilmente, assim como veio. E assim como falei no post passado eu esqueci do meu último "affair", o cara desapareceu em menos de uma semana. Sabe que ás vezes eu realmente tenho esse poder de assustar todos?
O problema foi que eu simplesmente preenchi meu coração com outra coisa, com outro garoto como eu SEMPRE faço. Só que dessa vez foi diferente, DESSA VEZ teve entrega de verdade. Pode ser que daqui a uns dias, meses ou anos..eu leia isso aqui perceba que essa foi o PIOR rolo da minha vida ou o MELHOR. Não sei, meu coração anda mesmo tão petrificado que até as pessoas comentam minha falta de personalidade. Não sei o que sinto, não sei o que quero. Só sei que machuca ver que você é amado por todos e continuo querendo saber o motivo dos outros te amarem tanto sendo que comigo você é rude, frio e esnobe. Sabia que toda vez que eu te olhos eu te peço isso? " Me mostre seu lado bom, me mostre que o cara da primeira semana é real." Mas você sempre me decepciona. Eu rezo para que você me faça um carinho quando sento ao seu lado no carro, suplico a cada sinal vermelho..mas ai quando você o faz parece tão mecânico. Não quero você me ame assim, não quero que fique comigo assim só porque não tem mais nada pra fazer de importante. Você sabe o quando doeu depois de transarmos você sequer me olhar nos olhos? Você sabe o quando doeu espera o minimo carinho seu e o máximo que você fizer é disse Boa - Noite assim que saio do seu carro.
Hoje eu sentei ao seu lado enquanto você contava sua histórias, de como todos os seus amigos estavam ao seu lado na festa da noite passada, o quanto você foi feliz ontem. E sabe o que mais machuca? É ver que eu não tenho a mínima importância para você, é ver que com ou sem mim a sua vida continua sendo a mesma. Doi ver eu fiz tudo muito errado, me entreguei pra você na primeira semana e olha o que eu ganhei em troca: Frieza. Você só me diz Boa - Noite, como se eu fosse somente um rolinho banal pra você. Depois eu choro na sua frente, você enxuga minha lágrimas e depois me dá outra patada. Decidi te amar menos, só pra nunca deixar de te amar.
Eu nunca vou saber dizer exatamente o que me deixava tão louca por você. Eu nunca vou saber dizer porque, com você, eu consegui variar de puta a santa. Eu nunca vou saber dizer porque o simples fato de sentir o teu cheiro me fazia estremecer. Eu nunca vou saber traduzir o que era aquele beijo, o alivio que era receber uma sms tua e aquele sexo calmo e ao mesmo tempo intenso. Eu nunca vou conseguir entender o porque quando tudo estava (finalmente) bem entre a gente eu resolvi beijar o outro cara e mandar tudo pra puta que pariu. Sei que te sacaniei, sei que muito lutei pra ter o teu amor e quando o tive joguei-o no lixo.
Sabe aquele momento em que sua única vontade é dormir durante..sei lá..mil anos? Sabe quando você quer crescer, virar gente grande e para de agir por impulso. Pois é, só queria pegar tudo que eu tô sentindo..botar dentro de uma caixinha e nunca mais olhar lá dentro. Nem que isso me custe ficar vazia.